Sem mandatos, ex-vereadores revelam rotina de cidadãos comuns

Caros, abaixo segue reportagem de minha autoria publicada neste sábado (21/03) no jornal Ipanema. Não sei se é exatamente uma reportagem de política, comportamento, cotidiano… (aceito sugestões) fato é que a pauta se justifica pela curiosidade que muita gente tem em saber o que os ex-vereadores andam fazendo da vida, agora, sem mandato. Boa leitura.
 
Felipe Shikama

O relógio marcava onze da manhã de segunda-feira (16) quando a ex-vereadora e sempre professora Tânia Baccelli estacionou seu carro para atender a chamada em seu telefone celular. Surpreendida pelo interesse da reportagem em querer saber – para posteriormente revelar aos seus leitores – como tem sido os três primeiros meses na vida de um ex-parlamentar, ela aceitou prontamente o convite. Combativa na Câmara, ela conta que, desde janeiro, tem atuado novamente na rede estadual de ensino.
 
Tão solicito quanto a professora Tânia, o advogado Waldomiro Raimundo de Freitas, vereador por três mandatos (1992-1996, 1996-2000 e 2004-2008), afirma que, apesar de não ser mais mandatário do Legislativo sorocabano, continua a atender, na medida do possível, as solicitações da população que o procura em seu escritório de advocacia instalado na rua da Penha, no centro da cidade.
 
Presidente do Partido Verde em Sorocaba, Jessé Loures de Moraes é outro vereador da última legislatura que não conseguiu votos suficientes para permanecer na Câmara. Dos 20 parlamentares que encerraram o mandato em 2008, sete ficaram de fora. Sentimento de derrota, no entanto, Jessé não demonstra. “Me programei para isso. Minha prioridade foi fortalecer meu partido, me dedicando aqui e em toda região”, argumenta.
Médico do trabalho, Antonio Sérgio Ismael, do PT, continua a marcar posição política mesmo sem mandato. Atual presidente do Sindicato dos Médicos e membro ativo do Partido dos Trabalhadores, ele atende pacientes em seu consultório, em Sorocaba, e acumula expediente no Hospital Pirapitingui, em Itu.
 
Já o ex-vereador Arnô Pereira diz que não tem sido fácil a vida depois de doze anos de mandatos consecutivos. “Se não fosse as cocadas e os bolos de milho e mandioca que eu faço e vendo, estaria bem mais difícil”, afirma ele. A “vida” deve começar a melhorar para Arnô a partir da segunda-feira (23), pois começará a desenvolver atividades como assessor do Sindicato dos Condutores de Sorocaba.
 
Waldomiro Raimundo de Freitas afirma que a advocacia é seu “ganha-pão”, mas, mesmo sem mandato, continua atendendo os munícipes necessitados que o procuram. “Atendo cerca de dez pessoas por dia. Ouço reclamações, presto orientação. Recebo demandas de todas as naturezas. Desde equívocos em conta de água e IPTU até problemas de inquilinato”, pontua o ex-vereador que chega a ficar até uma hora além de seu expediente para atender a população.
 
“A diferença é que agora eu não tenho mais aquele compromisso que, enquanto vereador, se deve ter. Mas procuro atender todos com a mesma solicitude”, emenda Waldomiro.
 
Paralelamente às atividades de presidente do partido e de empresário do ramo do transporte, Jessé Loures também presta atendimento à população. “Duas vezes por semana eu levo solicitações que recebo à prefeitura. Como sou um vereador de bairro, principalmente Zona Norte e Cerrado, são pedidos, muitas vezes, de pavimentação e iluminação”, conta.
 
Aluno do último ano do curso de Gestão Ambiental, Jessé diz que pegou gosto pelos estudos, mas sua vocação é mesmo a política. “Tenho quarenta anos. No mínimo, isso me dá mais vinte e cinco de eleições e, se Deus quiser, vou disputar todas. Quando eu chegar aos sessenta e cinco vou fazer uma reavaliação”, prevê Jessé.
 
A professora aposentada Tânia Baccelli atualmente dirige a escola estadual Gualberto Moreira, no Éden. “Minha rotina é trabalhar de manhã, de tarde e de noite. Aos finais de semana também venho para a escola porque aqui funciona a Escola da Família”, conta.
 
As escolas inclusas no programa Escola da Família permanecem abertas aos finais de semana, para toda comunidade, onde são realizadas atividades esportivas, profissionalizantes e até ligadas a área da saúde. Animada com o trabalho e sem reclamar da intensa rotina à frente da direção da escola, Tânia só se mostra frustrada com o baixo salário dado aos profissionais que exercem a atividade de educador.
 
Atualmente, seu holerite registra salário liquido bem menor do que aquele que recebia quando ainda era vereadora. “Apesar disso, eu amo a minha escola e amo estar, novamente, mais perto da educação”.

Avaliação
Cada um tem uma versão diferente para responder o porque não foi reeleito. Para Tânia, sua derrota nas urnas se deveu, principalmente, ao mal desempenho do candidato a prefeito de seu partido. “O Lippi puxou mais votos para os vereadores do partido dele do que o Hamilton. O PT não conseguiu impactar a população. Tanto que tínhamos quatro cadeiras na Câmara e atualmente temos apenas duas”.

 
Assim como Jessé, que se dedicou mais ao seu partido do que a sua própria campanha, Waldomiro acrescenta que sofreu a derrota na última eleição porque mudou de partido. “Quando o PFL acabou eu era um membro que tinha toda estrutura da legenda. Quando fui para o PHS tive que ajudar a construir o partido e também ajudar os outros candidatos. Acabei não tendo tempo nem dinheiro para fazer a minha própria campanha”, justifica Waldomiro.
Em relação ao desempenho apresentado pelos novos vereadores as opiniões são divididas. “Acho que todos estão querendo acertar”, avalia Jessé. Ismael não é tão otimista.
 
Para Ismael, o enfraquecimento da oposição tem feito com que o poder Executivo opere como um “rolo compressor” sobre a Câmara. “Está um horror”, sentencia.
Na avaliação de Tânia, o desempenho dos vereadores apresentado até agora segue de acordo com o que já era esperado. “A Câmara, lamentavelmente, perdeu a pouca capacidade que tinha em ser crítica em relação à prefeitura”.
Já para o experiente Waldomiro de Freitas, é preciso ter paciência em relação aos novos vereadores. “Eles são novos lá, mas eu também já fui novo. Lá não tem bobo. Eles ainda estão tomando o pé da situação, apalpando o terreno para ver como a coisa funciona”.

Futuro
Ao contrário de Jessé e Arnô, que abertamente assumem ser candidatos nas próximas disputas eleitorais, Waldomiro é enigmático. “É o futuro que vai dizer”. Ismael diz que ainda está cedo para pensar em candidatura de 2012. No momento suas atenções estão voltadas para a eleição do Sindicato dos Médicos do qual é o atual presidente e encabeça novamente a chapa da situação.

 
Tânia Baccelli não descarta a possibilidade de tentar retornar à Câmara, mas demonstra prazer na nova vida que vem tendo desde o dia 1 de janeiro de 2009. “Minha intenção é cuidar desta escola com todo amor e carinho, porque as crianças e jovens que estudam aqui, todos eles filhos de trabalhadores, merecem uma escola e uma educação de qualidade”, exalta ela, antes de respirar fundo e retornar à nova rotina.
 
Até o fechamento desta edição, o Jornal Ipanema não conseguiu contato com Moacir Luis Silva de Oliveira (PPS) e Francisco de Jesus Perotti (PV) que também não se elegeram na última eleição. Informações extra-oficiais, no entanto, dão conta que Perotti, que é policial rodoviário reformado, pode ser convidado pelo governo Lippi para coordernar um Próprio Municipal. Já Moacir Luis está desenvolvendo suas atividades como pastor evangélico.

QUEM SAIU:
Antônio Arnaud Pereira – PT
Jessé Loures de Moraes – PV
Antonio Sérgio Ismael – PT
Francisco de Jesus Perotti – PV
Moacir Luís Silva de Oliveira – PPS
Waldomiro Raimundo de Freitas – PHS

QUEM ENTROU:
Anselmo Rolim Neto – PP
Antonio Carlos Silvano – PMDB
Emilio Souza de Oliveira – PMN
José Antonio Caldini Crespo – DEM
Izídio de Brito Correia – PT
José Geraldo Reis Viana – PV
Luis Santos Pereira Filho – PMN
Rozendo de Oliveira – PV

 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s