Pannunzio e Lippi querem Zé Ailton na Alesp

Ficha limpa

Na segunda-feira (15), o deputado federal Antonio Carlos Pannunzio (PSDB) esteve nos estúdios da Jovem Pan Sorocaba. Ele defendeu o projeto “Ficha Limpa”, e explicou emenda de sua autoria que tornaria inelegivel os candidatos condenados em 2ª instância, por órgão colegiado. Se o projeto “ficha limpa” fosse aprovado, com a emenda de Pannunzio já para vigorar nas eleições deste ano, o deputado Renato Amary (PSDB) ficaria fora da disputa, abrindo caminho para Pannunzio se eleger de braçada com votos de Sorocaba e região. 

No Senado

Ainda nos microfones da Pan, Pannunzio admitiu que tem buscado espaço dentro do PSDB para conseguir uma vaga ao Senado Federal. Alguns membros  do próprio PSDB local dizem que a pretensão do deputado não passa de um devaneio, já que a vaga ao Senado estaria garantida ao Chefe da Casa Civil do Governo de São Paulo, e braço direito de José Serra, Aloysio Nunes Ferreira.

O predileto

Caso realmente não consiga espaço na legenda para alçar voos mais altos, Pannunzio certamente irá disputar a reeleição na Câmara Federal. Quando questionado com quem faria dobradinha, o parlamentar, como todo bom tucano parecia que ia ficar em cima do muro, mas, nas entrelinhas, revelou. O vice-prefeito José Ailton Ribeiro é o seu predileto.

Cabo eleitoral

Na quarta-feira, foi a vez do prefeito Vitor Lippi (PSDB) frequentar o estúdio da Pan. Lá, ele não escondeu o entusiasmo em defender o nome de Ailton Ribeiro para a Assembléia Legislativa de São Paulo. “Ele não tem cara de bom candidato. É um cara integro, meio”. A tempo, integridade na política é fundamental, agora, meiguisse… 

Minha Casa, Minha vida

A Câmara dos vereadores aprovou nesta quinta-feira (18), em definitivo, projeto de lei de autoria do Executivo, que viabiliza a implantação do programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, em Sorocaba. Com a lei, a prefeitura fica autorizada, entre outros pontos, a conceder isenções tributárias aos empreendedores de moradias de conjuntos habitacionais de interesse social.

Calçada de rico

O início da sessão desta quinta-feira (18) o vereador Cláudio do Sorocaba I (PR) usou a tribuna para reclamar do setor de fiscalização de obras da prefeitura. Exibindo imagens da construção de um shopping, na Santa Rosáila, na qual, segundo ele, a calçada é estreita demais para os pedestres. “Agora, em imóveis de bairros pobres, a prefeitura não dá o alvará”, disparou.

Calçada de pobre

O vereador José Francisco Martinez (PSDB), que além de vice-líder do governo, é engenheiro, saiu em defesa da prefeitura. “Eu não sou advogado de ninguém, mas o gabarito da calçada já era assim antes mesmo das obras. E quem aprovou foi o Bolina”, respondeu, lembrando o ex-secretário de Habitação e Urbanismo, José Antônio Bolina.

 Cafezinho

Em meio à discussão entre Cláudio e Martinez, cujo centro do atrito era a suposta diferença de tratamento entre bairros ricos e pobres por parte do Executivo, Cláudio do Sorocaba I disparou: “Eu num tenho nada que fazer lá (em Santa Rosália), num tenho voto lá e não quero nem passar perto, a não ser se for para tomar um café na sua casa, mas eu nunca foi convidado”, ironizou o vereador do PR.

 Rusga

Poucos puderam ouvir a conversa, mas todos que acompanhavam o trabalho dos vereadores nesta quinta-feira (18) puderam notar a discussão acalorada envolvendo os tucanos Paulo Mendes e Hélio Godoy. O vereador Anselmo Neto (PP), que defendia projeto de sua autoria na tribuna, chegou a pedir atenção dos colegas e, falando à população que assiste a sessão pela televisão, advertiu: “estamos aqui com um probleminha técnico tucano”.

Ciência e Tecnologia

Segundo parlamentares que estavam mais próximos de Godoy e Mendes, a briga começou quando a bancada do PSDB decidia quem iria designar para ocupar uma vaga na comissão permanente de Ciência e Tecnologia. Godoy é autor da resolução que criou a emenda e esperava poder presidi-la. Paulo Mendes, que é líder do PSDB, no entanto, defendeu o nome da vereadora Neusa Maldonado. Sem consenso no ninho, a escolha dos membros da nova comissão deverá ocorrer por meio de votação e o PSDB corre o risco de ficar sem sequer uma cadeira.

Felicidade Down

Familiares e integrantes do grupo Felicidade Down, comunidade de pais e pessoas com Síndrome de Down, foram homenageados nesta quinta-feira (18) na Câmara dos vereadores. A iniciativa foi do vereador José Francisco Martinez (PSDB). O parlamentar lembrou que dia 21 de março é comemorado o Dia Internacional da Síndrome de Down. “Nossa intenção é mostrar as eficientes ações de todas as pessoas envolveidas e informar que a sociedade tem condições reais de incluir pessoas com Síndrome de Down em todas as atividades”, explicou. Os vereadores Anselmo Neto (PP) e o presidente da Câmara, Marinho Marte (PPS) também fizeram questão de destacar o trabalho desenvolvido pelo grupo. Mais informações no site: www.felicidadedown.com.br.

Anúncios

Um comentário sobre “Pannunzio e Lippi querem Zé Ailton na Alesp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s